AdSense

sábado, 8 de agosto de 2015

Parque Buenos Aires - Centro de Sampa

Ilha verde situada entre a Avenida Angélica e as ruas Piauí, Bahia e Alagoas, em Higienópolis, é um local agradável para passeios ao ar livre. Um parquinho reservado costuma ficar lotado com bebês e os pais durante a manhã, período em que pode ocorrer o “congestionamento” de carrinhos. Cachorros também são bem-vindos ao local e correm, livres da coleira. No ponto mais alto da praça, há uma escultura de mármore de Caetano Fraccaroli que representa uma mãe e, logo na entrada, vemos uma fonte bem preservada.




INFRAESTRUTURA
Área para apresentações culturais (Praça das Mães), playground, espelho d’água, aparelhos de ginástica (barras e pranchas) e cercado para cães. Espaço para contemplação, caminhadas e relaxamento, passeio, estares e sanitários.



PARTICULARIDADES Tombado pelo CONPRESP em 1992 o Parque Buenos Aires foi considerado praça até o ano de 1987. Criado com o intuito de preservar a vista sobre o Vale do Anhangabaú, a praça foi projetada pelo arquiteto paisagista francês Bouvard e, em sua concepção original, previa uma elevação central com mirante, onde foi instalado um telescópio e espelho d’água. Conta com esculturas de destaque, como “Veado Atacado” e “Leão Atacado”, vindas da França e esculpidas em bronze, e “Mãe” de Caetano Fraccaroli, esculpida num só bloco de mármore (1964). “O Tango”, de Roberto Vivas, em bronze e granito (1996) e uma cópia em bronze da escultura “Emigrantes”, de Lasar Segall, também estão entre os atrativos do Parque.
Com facilidade pode-se avistar aves como: tico-tico, sabiá-laranjeira, sanhaçu-cinzento, sanhaçu-do-coqueiro, periquito-rico, rolinha e pardal. Este último prefere ambientes urbanos e, com frequência, é visto reproduzindo-se em semáforos das ruas e avenidas vicinais. Na copa das árvores é possível observar a rabilonga alma-de-gato, o belo pica-pau-de-cabeça-amarela ou joão-velho e a algazarra de casais de bem-te-vizinho-de-penacho-vermelho. Também ocorrem gambás-de-orelha-preta. Possui vegetação composta por áreas ajardinadas, alamedas e gramados. Destacam-se canelinha-cheirosa, embaúba-branca, falsa-seringueira, ipê-amarelo, jequitibá-rosa, pau-incenso, pinheiro-bravo, quaresmeira e seafórtia. Foram registradas 73 espécies, das quais o pau-brasil, a peroba e o pinheiro-do-paraná estão ameaçados.






Quem diria.... 
No meio de uma cidade caótica como esta, temos um parque absolutamente aprazível!!!